As denúncias de Marco Ferreira sobre pressões de Vítor Pereira e o caso vouchers



O árbitro Marco Ferreira fez o ano passado esta afirmação: «Vítor Pereira ligava-me para favorecer o Benfica». É uma afirmação grave e que foi ignorada pela justiça desportiva nacional.


video


Agora o caso vouchers

Agora passado um ano Marco Ferreira divulgou mais informações, desta vez envolvendo os vouchers do SLB. O árbitro, numa entrevista à TVI24, refere que recebeu 2 vouchers kit Eusébio num dérby da 2ª circular. «A minha experiência foi num Benfica-Sporting, que era num domingo, dia de alerta vermelho, e que acabou adiado para terça. Era o árbitro desse jogo e recebi duas caixas. Recebi uma no domingo, que o Benfica teve amabilidade de me oferecer, como oferece a todos. Era uma caixa com a camisola do Eusébio e os tais vouchers. Na terça-feira, voltaram a dar-me uma caixa... Até disse à pessoa que me entregou, ao Shéu, uma pessoa que respeito muito, uma figura carismática do Benfica e do futebol português, que já me tinham dado uma no domingo. Disse-me que não havia problema, para ficar também com a outra».

Segundo "as normas e instruções para árbitros - Futebol de 11", emanadas pelo Conselho de Arbitragem da FPF, no capítulo sobre lembranças e no seu ponto nº5, versa o seguinte: Os árbitros podem aceitar recordações sem valor comercial, tais como emblemas, galhardetes, miniaturas da camisola da equipa, medalhas comemorativas ou lembranças regionais, mas somente depois do jogo".

Depois de ouvir as palavras de Marco Ferreira parece que o árbitro recebeu um voucher antes do jogo. Se a norma foi violada porque é que Liga e FPF arquivaram o caso vouchers?





A 1ª vez que um árbitro internacional português foi despromovido para a 2ª liga

Este árbitro da Madeira foi prejudicado depois da final do jogo da taça em que o Sporting venceu o Braga por 2-1. Os leões estiveram a perder mas venceram. Depois deste jogo o árbitro foi despromovido para a 2ª divisão. Não se percebeu muito bem o porquê desta decisão.

Este processo das denúncias de Marco Ferreira foi enviado para o Conselho de Disciplina (CD) em 2015 que agora se declarou "incompetente". E passado um ano e meio (2016) o processo foi agora re-encaminhado para o conselho de justiça (CJ). Processo a engonhar?


1 comentário:

  1. Acho imensa piada uns ilustres comentadores dizem que o SCP é que veta árbitros. Tem a fama mas não o proveito.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...