8 / 19
Como se expulsam jogadores do FCP sem tremer:

1 - Alex Teles  ;   2 - Maxi Pereira
15 / 19
Vídeo-estádio e Vídeo-árbitro:

1 - Repor a justiça   ;   2 - A primeira "vítima"

Inquérito: acha que o SLB corre o risco de descer de divisão devido ao "caso dos emails"?

Futebol-leaks, investigação a suspeitas de fraude fiscal e ... Jorge Mendes



A chave da investigação: quem sugeriu os jogadores a usarem empresas sediadas em offshore?

Segundo avançava um canal de informação o jogador de futebol colombiano Falcão terá sido interrogado em Espanha e o ex-jogador do FCP terá informado as autoridades espanholas que foi Jorge Mendes quem terá sugerido o uso de empresas sediadas no exterior para tratar dos lucros provenientes de direitos de imagem. Link.

Mas não é só Falcão que está debaixo do radar do fisco espanhol: Coentrão, Ronaldo, Messi, Neymar, Ricardo Carvalho e Pepe também são visados. E curiosamente alguns são representados por Jorge Mendes. A boa fé dos jogadores na palavra do empresário para tratar de assuntos burocráticos e o desconhecimento em matéria de assuntos fiscais pode comprometer o empresário português.

As notícias avançadas pelo Expresso em Dezembro 2016 provam que este tema não é propriamente uma novidade: Link 1; Link 2.

Uma acusação tão simples em Espanha: o uso de offshores tem vários fins e um deles é ocultar dinheiro do fisco

Para o Ministério Público espanhol a concessão de direitos de imagem a sociedades sediadas em paraísos fiscais pode ser "completamente desnecessária" visando ter como fim montar um "esquema para ocultar à Administração Tributária a totalidade dos encaixes financeiros obtidos com os direitos de imagem". E é neste cenário que o empresário mais famoso pode ver o cenário malparado uma vez que representa muitos dos jogadores visados pelo fisco espanhol.

Jorge Mendes também já foi chamado a depor no Parlamento Europeu

Jorge Mendes pode ver-se no centro deste "terramoto" e já foi, curiosamente, chamado a depor no Parlamento Europeu para interrogatório neste verão. Veremos no que vai dar o cruzamento de informação entre as autoridades espanhola, portuguesa e o parlamento europeu. Link.

A questão principal é esta: se os jogadores não são peritos em matéria fiscal e confiaram cegamente no empresário para tratar de assuntos burocráticos de gestão de imagem, desconhecendo que poderiam estar a cometer uma fraude fiscal, então o empresário poderá ter que arcar com grande parte das responsabilidades.

Mas porque é que em Portugal nunca ninguém fez isto?

Fica a pergunta: porque é que em Portugal nunca ninguém fez uma acusação destas a empresas, jogadores ou sociedades do mundo do desporto ou do mundo dos negócios?

Futebol-leaks foi o grande rastilho que desencadeou a investigação europeia

Este mega processo de investigação foi iniciado com a informação divulgada pelo caso futebol-leaks. Em Portugal um dos meios de comunicação que se dedica a investigar este tema é o jornal Expresso já com várias notícias divulgadas em 2016. Nem Bola, nem Record nem Jogo se dedicam ao tema. Veremos se no futuro estes jornais ficarão surpresos com o resultado final.

Estado português também investiga jogadores, empresários, sociedades desportivas por suspeitas de fuga ao fisco

Como se pode ver a investigação a jogadores de futebol, agentes desportivos, empresários e sociedades decorre no seguimento de uma iniciativa europeia anti-evasão fiscal no qual o estado português também intervém. Em Portugal são 42 os jogadores visados e várias sociedades anónimas desportivas bem como empresários por fuga ao fisco de não pagamento de impostos ou contribuições à segurança social.

Se a justiça espanhola divulga TODOS os nomes porque é em Portugal a divulgação é SELECTIVA?

Em Espanha já são públicos os nomes dos acusados de suspeita de fuga ao fisco: Messi, Ronaldo, Neymar, Coentrão, Falcão, Pepe e Ricardo Carvalho. Só que em Portugal o nome e identificação dos suspeitos estão em segredo de justiça. Porquê? Será que há vergonha em divulgar nomes em Portugal? Ou melhor já divulgaram alguns nomes mas por coincidência são transferências de jogadores ligados ao SCP: Link. Conclui-se que em Portugal só se divulgam nomes desde que tenham a cor verde.

Livro "A orgia do poder" do italiano Pippo Russo acabado de lançar na versão portuguesa a 7 junho




Sem comentários:

Enviar um comentário

NOTA: não serão aceites insultos, difamações e especulação propagandista. Comentários podem demorar um ou mais dias até serem validados e publicados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...